ESTAÇÕES DIFERENTES

"The most important things are the hardest things to say. They are the things you get ashamed of, because words diminish them - words shrink things that seemed limitless when they were in your head to no more than living size when they're brought out. But it's more than that, isn't it? The most important things lie too close to wherever your secret heart is buried, like landmarks to a treasure your enemies would love to steal away. And you may make revelations that cost you dearly only to have people look at you in a funny way, not understanding what you've said at all, or why you thought it was so important that you almost cried while you were saying it. That's the worst, I think. When the secret stays locked within not for want of a teller, but for want of an understanding ear."

Stephen King - "Different Seasons"


Partilhar informação @ estacoesdiferentes@gmail.com

quarta-feira, março 16, 2005

Já é sabida a preguiça generalizada da qual muita malta padece e que impede que se pegue num livro, jornal ou revista no sentido de aprender ou descobrir alguma coisa. Mas existem fenómenos que levam a incredulidade a extremos complicados. É ler e ainda continuar a não crer...
Sim, bem sei que é talvez pedir demais que se vá buscar inspiração a Edmond Rostand, Drummond de Andrade ou mesmo W.H.Auden para meter conversa com aquela pessoa especial que se deseja conhecer um pouco melhor, mas os serviços de mensagens e cartas de amor/flirt pré - feitas parecem retirados de um filme de terror série Z.
Ao deambular por locais onde estas pérolas abundam, é perceber um novo mundo de comédia, onde o inenarrável espreita a cada esquina, disfarçado de intenção bem humorada que por algum milagre de Santa Joana se pode transformar na frase mágica capaz de virar a face daquela pessoa que interessa.
Se pretende passar por humor não estratégico, a coisa ainda piora...
Vejamos alguns exemplos magníficos, e tentemos dissecá-los...

1 - "Oi! O seu pai é um pirata? é que você é um tesouro... "
Repare-se aqui na brilhante e inédita metáfora a relembrar R.L. Stevenson. Se bem que sendo "A Ilha do Tesouro" um romance juvenil, é bom que a PJ não esteja á escuta...

2 - "Tu és uma estrela que caiu do céu e para la não voltas mais, pois estás ao meu lado onde brilhas muito mais "
Máxima certamente submetida por um apoiante da expansão do mercado ibérico da energia e consequente fim do monopólio da EDP, onde a rima auto confiante brilha como a árvore de Natal que recentemente esteve junto ao CCB.

3 - "Vem me resgatar meu amor, meu amor, meu principe. Tu podes nem saber mas tu és o meu principe encantado e eu estou pronta para ser a tua Cinderela, tua princesa dedicada e apaixonada..."
Aqui está mais elaborada a ideia. Primeiro, note-se que a pessoa em causa tem claramente uma preferência pelo sangue azul e mostra-se desencantada com a estrutura republicana/constitucional do nosso Estado. Depois remonta ao clássico de Perault, cuja inspiração original remonta ao conto popular registado por Giambattista Basile denominado "La Gatta Cennerentola". Duas buchas certeiras. Um bom partido, aristocrata, e com conhecimento de literatura do Sec. XVII. Só se vislumbram coisas boas para o utilizador desta ferramenta...

4 - "O teu pai deve ser terrorista... Saiste cá uma bomba! "
La piece de resistance. Domínio da actualidade internacional aliado a uma noção de que o objecto de desejo dificilmente tratá os problemas inerentes á convivência mais longa, já que se aprestará a explodir mais cedo ou mais tarde. Como os autores destas coisas, de preferência...

5 - "Se a tua perna esquerda fosse Sexta-feira e a tua perna direita fosse Segunda-feira, que belo fim-de-semana eu passaria."
Para médicos. A especialidade é que me recuso a referir, sob pena de ferir a subtileza comovente desta máxima de conquista.

Já lá dizia o Cardeal Gonzaga, como é diferente o amor em Portugal....

Sem comentários: