ESTAÇÕES DIFERENTES

"The most important things are the hardest things to say. They are the things you get ashamed of, because words diminish them - words shrink things that seemed limitless when they were in your head to no more than living size when they're brought out. But it's more than that, isn't it? The most important things lie too close to wherever your secret heart is buried, like landmarks to a treasure your enemies would love to steal away. And you may make revelations that cost you dearly only to have people look at you in a funny way, not understanding what you've said at all, or why you thought it was so important that you almost cried while you were saying it. That's the worst, I think. When the secret stays locked within not for want of a teller, but for want of an understanding ear."

Stephen King - "Different Seasons"


Partilhar informação @ estacoesdiferentes@gmail.com

sexta-feira, julho 05, 2013

Da Burrice

"O amor tudo mata quando morre,
detendo no seu movimento elementar,
a máquina que ilumina o coração do dia."

José Jorge Letria

 

Dizem que é preciso um enorme talento para fazer os outros sentirem-se especiais, queridos, únicos ou essenciais. Fazer e celebrar aquilo que as pessoas têm de melhor, é um talento, uma capacidade ímpar.

Mas muita gente desdenha e conhece mal a capacidade que existe em fazer os outros sentir-se uma trampa. Há níveis de dispensa de desprezo que ultrapassam a mais fértil das imaginações. Exige um requinte próprio de uma ausência de percepção do mundo, dos outros, uma sociopatia que enegrece tudo com o indistinto sabor da ausência de empatia, da total absorção interna da energia circundante, porque nada mais é perceptível.

Mas essas situações dependem de uma outra condição. Uma condição muito básica, um elemento primordial e essencial para o sucesso absoluto deste tipo de fenómeno. Essa capacidade de provocar a mais profunda sensação de auto-desgosto depende da burrice. Uma burrice enorme, uma espécie de boa-fé asinina que, a figurar no Larousse, é a mais enciclopédica definição de estupidez. É a epitome da parvoíce, a mais completa demonstração da convicção com que se é néscio.

Como sempre defendi na vida, qualquer agressão só existe na medida em que o agressor não possa ou escolha defender-se.

A natureza humana, como dizia uma amiga minha, é vária. E pouco bonita.

É muito triste, mas é só verdade.