ESTAÇÕES DIFERENTES

"The most important things are the hardest things to say. They are the things you get ashamed of, because words diminish them - words shrink things that seemed limitless when they were in your head to no more than living size when they're brought out. But it's more than that, isn't it? The most important things lie too close to wherever your secret heart is buried, like landmarks to a treasure your enemies would love to steal away. And you may make revelations that cost you dearly only to have people look at you in a funny way, not understanding what you've said at all, or why you thought it was so important that you almost cried while you were saying it. That's the worst, I think. When the secret stays locked within not for want of a teller, but for want of an understanding ear."

Stephen King - "Different Seasons"


Partilhar informação @ estacoesdiferentes@gmail.com

terça-feira, janeiro 09, 2018

TRANSPARÊNCIA




Façamos um exercício simples. Pensemos na última conversa tida com alguém. Se for alguém significativo, melhor. Pensemos agora nos últimos dias, ou mesmo meses da dinâmica com essa(s) pessoa(s). Agora voltemos à conversa tida e pensemos na dialética. Pensemos na quantidade de coisas que ouvimos em relação directa e comparativa com o que dissemos. Agora recordemos qual a proporção, e se de alguma forma essa quantidade de informação “oferecida” não terá, em muito, ultrapassado a que foi ouvida. Agora pensemos na tipologia dos temas e na sua importância. Agora peguemos num espelho e façamos a operação inversa. Recordemos a última vez que foi feita alguma pergunta com base naquilo que realmente interessava ao outro, ou o estado em que a vida o terá nos tempos correntes. Perguntemos se interessava, se era diferente da última vez que esses factos eram conhecidos.
Depois pergunte-se qual a última boa notícia que teve de ser partilhada com essa pessoa, porque era essa a natureza da sua ligação connosco. Perguntemos se fizemos o mesmo e quando. Recordemos se existiu uma conversa, se se comunicou um incómodo, se chamou à atenção, se deveria ter-se feito qualquer uma destas coisas. Se sim porquê, se não, para quê.
Pensemos um pouco e entendamos, se for possível, porque há uma imensa diferença entre sermos uma janela para alguém, ou a janela através da qual alguém vê seja lá o que for menos a mesma.
Façamos um exercício simples.
Se não virmos nada, se for transparência, mais vale deixar o ar seguir o seu curso. 


NAJ ™ – 09/01/2018 - Estações Diferentes™
#estacoesdiferentes
#naj

Sem comentários: